Terapeuta Integrativa
Terapia-integrativa-thumb

Afinal de contas, o que é Terapia Integrativa?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Já ouviu falar sobre Terapia Integrativa? É um procedimento complementar e alternativo à medicina tradicional e está cada vez mais presente nos consultórios e hospitais do mundo todo. A Terapia Integrativa vem ajudando diversos pacientes a partir de uma abordagem mais completa das enfermidades físicas e mentais. Os profissionais da saúde também têm se beneficiado dessa técnica e percebido resultados incríveis em seu trabalho.

O que é a Terapia Integrativa?

Como o próprio nome diz, é uma terapia que procura a integração do paciente, ou seja, uma visão holística completa sobre o paciente e são levados em consideração corpo, mente e espírito.

E isso mostra que uma enfermidade, seja física ou psicológica, precisa ser avaliada em diferentes etapas baseados tanto na medicina tradicional quanto na terapia integrativa.

Muitos especialistas acreditam que quando há desequilíbrio mental ou emocional há doenças. Assim como as enfermidades físicas podem resultar em uma série de complicações psicoemocionais, como a ansiedade e depressão. Com isso, a Terapia Integrativa busca curar o paciente cuidando de todas as dimensões.

amor-terapia

Nesses procedimentos são associados tanto remédios alopáticos e tratamentos tradicionais como cirurgias e fármacos, quanto outras maneiras de cura, como: massagens, florais, fitoterapia, aromaterapia, homeopatia, yoga, acupuntura, meditação, acompanhamento com psicólogo e muitas outras formas.

Nas primeiras sessões o terapeuta conversa com o paciente e a partir disso traça a linha de trabalho e as abordagens terapêuticas que serão realizadas para restabelecer o equilíbrio e erradicar as raízes do sofrimento. A quantidade de sessões serão estabelecidas pelo profissional. Mas elas podem ser semanais com duração de 1 hora ou em casos graves podem ser duas sessões por semana no início do tratamento. O terapeuta pode não se limitar em somente uma técnica como citamos acima, isso pode ir mudando conforme a evolução do paciente.

Terapia-integrativa-o-que-e

Entenda o sucesso da Terapia Integrativa

Ele vem graças aos resultados que são alcançados quando diversos procedimentos são alinhados para promover a cura do paciente. Os procedimentos complementares estão sendo inseridos como apoio no tratamento de patologias graves e crônicas, como: câncer e problemas cardíacos e respiratórios.

Com o reforço de práticas que vão cuidar do paciente como um todo, ou seja, mente, espírito e emoções, todo o processo de cura da enfermidade fica mais pacífico e quando somadas aos procedimentos da medicina tradicional. As técnicas alternativas e complementares agem muita na prevenção de doenças e na manutenção da qualidade de vida que foi alcançada.

O que está em campo são outras visões de doença, saúde e cura, afinal, curar é um processo que também deve partir do paciente, e saúde é um estado de bem-estar e equilíbrio que vai além do que uma enfermidade aparente.

terapia-relacao-paciente

E o que a Terapia Integrativa muda na relação entre profissional e paciente?

Traz uma relação mais terapêutica, ou seja, há uma conversa maior para saber como ela surgiu, em quais momentos atacam e quais técnicas aliviam os sintomas. O foco não é somente a doença mas o indivíduo como um todo.

Isso acaba exigindo dos profissionais um olhar mais aguçado, sensível, já que a necessidade não é mais somente a cura da doença. Mas a criação de um ambiente de bem-estar para o paciente e nesse sentido é necessário ouvir e construir com o paciente um caminho para a solução dos problemas.

Quais são os benefícios?

Além das melhorias físicas, o principal benefício da Terapia Integrativa é a criação de qualidade de vida, mesmo que a sua enfermidade seja complicada.

Quando o paciente se abre para a Terapia Integrativa, gera um sentimento de prazer, alívio e esperança, o que acaba fazendo toda a diferença no resultado final, diferente dos procedimentos padrões.

Outro benefício importante é o desenvolvimento da percepção do paciente que ele também é responsável pelo processo do tratamento, através da Terapia Integrativa, o paciente deixa de ser “passivo” em relação a doença e todo o processo, e se engaja com mais disciplina. Dessa maneira percebe que só ele é capaz de construir interna e externamente um ambiente favorável para a manutenção da sua saúde.

Em alguns casos, os resultados apresentados pela Terapia Integrativa são tão eficazes que são recusados outros tipos de procedimentos mais invasivos.

CTA-Instgram

Conclusão

O objetivo da Terapia Integrativa é criar um equilíbrio no organismo e mostrar os reais aspectos que afetam a sua saúde. Por meio da junção da terapia com a medicina tradicional podemos encarar a enfermidade por uma nova perspectiva e postura tanto dos profissionais quanto dos pacientes.

Ficou com alguma dúvida? Marque uma consulta para batermos um papo.

Mais conteúdo para você:

Thumbnail-Mielomeningocele
Dr. Alexandre Rossani

O que é a Mielomeningocele?

A Mielomeningocele é também conhecida como espinha bífida aberta, ou seja, ela é uma malformação congênita presente na coluna vertebral da criança. É uma condição

Leia Mais »

Participe da discussão

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *